MUNICÍPIO RECEBE DO GOVERNO DO ESTADO NOVO VEÍCULO PARA A SAÚDE.

O Prefeito Municipal de Santana do Riacho, André Ferreira Torres recebeu na tarde desta terça-feira, 10 de abril, das mãos do Governador do Estado Fernando Pimentel as chaves do novo veículo, que será destinado à Secretaria Municipal de Saúde para atender a população riachense. A cerimônia de entrega aconteceu no Palácio da Liberdade e contou com a presença de várias autoridades.

O veículo Spin foi destinado através de emenda parlamentar. Por meio do Deputado Estadual Douglas Melo, através do empenho e solicitação do Prefeito junto ao seu Deputado.

Para o Prefeito André Ferreira Torres o veículo foi um grande ganho para a saúde, pois qualificam ainda mais nossas ações do dia a dia para a área da saúde. “Ele chegou para garantir mais agilidade no trabalho já desenvolvido pela secretaria, além disso, estamos sempre buscando mais recursos e melhorias para a saúde do nosso município, tanto do Governo Estadual, quanto do Federal e sempre em parceria com o legislativo”.

( Governador Fernando Pimentel, Prefeito André Ferreira Torres, Dep. Estadual Douglas Melo)

 

GOVERNO MUNICIPAL TEM QUASE 80% DE APROVAÇÃO DE SUA POPULAÇÃO

A administração municipal foi avaliada e recebeu quase 80% de aprovação em mais uma pesquisa de opinião pública, por amostragem, realizada no estado de Minas Gerais, entre 01 de janeiro e 28 de fevereiro. O resultado é do Instituto de Estudos Políticos. Os números apurados, via consulta telefônica, mostram que 78% da população avalia a gestão como boa e apenas 6% intitula como ruim; 5% dos pesquisados não sabem ou não opinaram e 10% não atenderam a chamada.

“No presente momento, onde a população está descrente da política em nosso país, “Inconfidentes” lutam por uma política ilibada, fazendo crescer boas ideias capazes de mudar o mundo”, diz parte do ofício enviado ao município, fazendo alusão à luta dos Inconfidentes mineiros, um dos mais importantes movimentos sociais da História do Brasil.

O ofício também comunica que pelo destaque da aprovação, obtido pela pesquisa, o prefeito André Ferreira Torres, será agraciado com o Troféu da Inconfidência Mineira 2018, honraria que irá revelar aos eleitores, os políticos mineiros, que trabalham para recriar a noção de desenvolvimento humano, tornando sua missão em um bem comum de acesso a todos.

O prefeito, André Ferreira Torres, que teve o governo avaliado recentemente por outro Instituto, comemorou reiterando o compromisso e a responsabilidade com o serviço público. “Resultados assim nos deixam imensamente felizes. Vamos continuar nosso trabalho em prol da população riachense, sempre com muito carinho, até o último dia de nossa gestão”, reforçou.

 

Entrega da premiação

A entrega da premiação será realizada no final da sessão solene do 37º Seminário de Prefeitos, Vice-prefeitos, Vereadores, Procuradores Jurídicos, Controladores Internos, Secretários e Assessores municipais, que será realizado dias 19 e 20 de abril, em Belo Horizonte.

Conheça a Lapinha da Serra

Um vilarejo deslumbrante que reserva aos seus turistas as mais encantadoras e aprazíveis paisagens de Minas Gerais.

Situada ao sopé do Pico da Lapinha (segundo ponto mais alto da Serra do Cipó, com 1687 metros de altitude), o pacato vilarejo faz parte da APA Morro da Pedreira ( Área de Preservação Ambiental Morro da Pedreira) e fica a 12 km da sede do município de Santana do Riacho e a  143 km de Belo Horizonte.

Chamada de Lapinha de Belém por antigos moradores, Lapinha da Serra possui uma média de 300 habitantes que vivem da subsistência, agricultura e do turismo.

Com inúmeras belezas naturais, o vilarejo atrai visitantes em busca de sossego e também de aventura. O vilarejo possui lagos, cachoeiras, grutas, rios, picos e sítios arqueológicos que são propícios tanto à paz da contemplação, quanto à adrenalina dos esportes radicais.

A cultura local é bem marcada por festejos religiosos como o Dia de São Sebastião, padroeiro do vilarejo e a Festa de Nossa Senhora Aparecida, entre outros.

Muito tradicional no distrito, o Batuque é uma manifestação realizada semanalmente pelos moradores e apresenta dança, palmas e tambor.

  • Atrativos.

Represa da Lapinha.

O seu nome original é Represa da Usina Coronel Américo Teixeira, mais conhecida como Represa da Lapinha. Sua construção se iniciou na década de 50 pela Companhia Industrial de Belo Horizonte. Hoje a represa é referência da Lapinha e o atrativo mais visitado pelos turistas.

Possui dois enormes lagos que são separados por duas montanhas e unidos por um canal de água que passa entre elas. O primeiro lago tem algumas das casas do vilarejo. O percurso até sua margem é de fácil acesso e da praça central do vilarejo gasta-se apenas cinco minutos de caminhada.

O segundo lago fica um pouco mais distante do vilarejo e para se chegar até ele deve-se caminhar em direção ao Capão Grosso. De lá tem-se uma belíssima vista do lago, praticamente intocado, com pouquíssimas construções em seu entorno.

Para se ter a vista geral dos dois lagos, você terá que subir no Pico do Cruzeiro.
É permitido:
• Nadar;
• Caiaque ou barco à remo;
• Pesca esportiva com vara (traíra, tilápia, bagre).
É proibido:

• Acampar fora das áreas de camping;

• Barco com motor;

• Churrasco nas margem da represa.

     

(canoagem e stand up paddle na lapinha da serra)

  • Cachoeira Bicame

Formada pelo Rio De Pedras, é uma das cachoeiras mais belas da região, localizada na RPPN (Reserva Natural do Patrimônio Natural) Brumas do Espinhaço.

Recebe este nome pelo “Bicame”, desvio construído para retirar o rio do seu leito natural a fim de se explorar diamantes no local em meados do século passado. Ele fica localizado ao lado da cachoeira e pode ser visitado.

Localizada a 16 km do vilarejo é possível fazer 5 km de carro e os outros 11 Km a pé. De veículo 4×4 ou moto percorre-se 9 km e o restante a pé. A visitação é controlada, de acordo com a capacidade de carga, permitindo somente a entrada de 30 pessoas por dia.

O acesso entre a portaria e a cachoeira só é possível a pé ou de bicicleta. Não é permitida a entrada de animais domésticos.

 

  • Circuito Águas do Boqueirão

Cachoeira Paraíso
A primeira cachoeira no paredão da Serra do Breu, formada por três quedas sequenciais. Sua mata ciliar bem preservada deixa ainda mais bela a região da Paraíso. Local ideal para contemplação e meditação. Ponto de abastecimento de água do vilarejo, sendo assim, não permitida para banho.

Cachoeira do Rapel
Próxima do vilarejo, localizada no paredão da Serra do Breu, a cachoeira salta dos seus 30 metros de altura onde é possível a prática do rapel.

Cachoeira Poço da Pedra
Cachoeira de 5 metros de altura com bancos naturais para massagem em queda d’água. Pequeno poço, local ideal para crianças.

Poço do Boqueirão
O local mais visitado da Lapinha pelo fácil acesso e por possuir um grande poço. Atenção: o local possui um paredão ao fundo onde as pessoas costumam saltar. Não indicamos o salto partindo do paredão, pois troncos de árvores e grandes pedras podem se deslocar em períodos de chuvas, caindo no fundo do poço.

Pocinho Verde
Verde somente nos períodos de seca, entre os meses de julho a outubro, época em que as águas que nascem no alto da Serra do Breu não passam, superficialmente, ao pocinho. Neste período o poço se abastece somente com as águas que nascem próximas a ele.

A sua composição é diferente das águas de tonalidade escuras, como no geral, fazendo assim com que suas águas fiquem verde no inverno. No período das chuvas o volume das águas da serra aumenta invadindo o pocinho e escurecendo suas águas.

Cachoeira da Conversa

O nome dado a cachoeira é o mesmo dado ao córrego.

Com uma mata ciliar densa é possível conversar a margem do rio e escutar essa conversa ao longo do córrego (dizem os moradores mais antigos). Motivo do nome dado ao córrego e a cachoeira).

Poço com mata bem preservada e com presença tímida do sol. Local ideal para descanso, meditação e contemplação. Ponto de abastecimento de água de algumas casas. Não permitida para banho.

    

         ( Fotos: poço de pedra / poço do boqueirão )

  • Pinturas Rupestres

As Pinturas Rupestres da Lapinha tem aproximadamente 7 mil anos. Elas revelam os primeiros artistas de toda a humanidade. Estes povos viviam em grupos, não sabiam plantar os alimentos e nem criar os animais. Para garantir esta casa e a sua sobrevivência eles vinham até estes paredões para realizar uma espécie de ritual de mágica. Assim eles desenhavam nestas paredes utilizando óleo de sementes e frutos misturados aos pigmentos naturais das rochas e até mesmo o sangue dos animais. Os principais desenhos são os da caça principal, no caso o veadinho do cerrado era o mais importante. Desenhavam também cenas de mulheres grávidas ou em parto, eles acreditavam que desenhando nas paredes as caças e a fertilidade da mulher, a nossa espécie humana estava garantida. Encontramos também representações de seres diferentes de seres humanos, são chamados de contatos (parece ser uma representação de Deus).

Conhecer as Pinturas Rupestres é um passeio obrigatório para quem visita a Lapinha. Além da beleza e importância histórica das pinturas, o próprio trajeto (que é realizado de canoa, atravessando a lagoa) é uma atração a parte.

– É cobrada taxa de visitação, que inclui o translado de canoa, que deve ser consultada no local.
– Visitação depende da situação climática.

     

          Conheça esses e outros atrativos desse maravilhoso lugar chamado da Lapinha da Serra.

Para mais informações sobre o turismo da lapinha da serra entre em contato com a secretaria de turismo, pelo telefone ou se preferir mande um e-mail.

Telefone: (031) 3718-7458

E-mail: setur@santanadoriacho.mg.gov.br

PARCELAMENTO IRREGULAR DE SOLO

Prezados moradores e visitantes de Santana do Riacho, no intuito de promover o desenvolvimento sustentável do município, a prefeitura Municipal de Santana do Riacho  vem alertando a todos sobre o  desmembramento/parcelamento de áreas inferiores a 20 mil metros quadrados em área rural, qualquer área ou lote inferior a estas medidas caracteriza-se em crime previsto em lei municipal Nº 6.766, de 19 de Dezembro 1979, fique atento.

  • Lei 6.766/1979

Dispõe sobre o Parcelamento do Solo Urbano e dá outras Providências.
Art. 50. Constitui crime contra a Administração Pública.

I – dar início, de qualquer modo, ou efetuar loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos, sem autorização do órgão público competente, ou em desacordo com as disposições desta Lei ou das normas pertinentes do Distrito Federal, Estados e Municipíos;

II – dar início, de qualquer modo, ou efetuar loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos sem observância das determinações constantes do ato administrativo de licença;

III – fazer ou veicular em proposta, contrato, prospecto ou comunicação ao público ou a interessados, afirmação falsa sobre a legalidade de loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos, ou ocultar fraudulentamente fato a ele relativo.

Pena: Reclusão, de 1(um) a 4 (quatro) anos, e multa de 5 (cinco) a 50 (cinqüenta) vezes o maior salário mínimo vigente no País.

Parágrafo único – O crime definido neste artigo é qualificado, se cometido.

I – por meio de venda, promessa de venda, reserva de lote ou quaisquer outros instrumentos que manifestem a intenção de vender lote em loteamento ou desmembramento não registrado no Registro de Imóveis competente.

II – com inexistência de título legítimo de propriedade do imóvel loteado ou desmembrado, ressalvado o disposto no art. 18, §§ 4o e 5o, desta Lei, ou com omissão fraudulenta de fato a ele relativo, se o fato não constituir crime mais grave. (Redação dada pela Lei nº 9.785, de 1999)

Pena: Reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, e multa de 10 (dez) a 100 (cem) vezes o maior salário mínimo vigente no País.

Ao adquiri qualquer imóvel em nossa cidade, favor solicitar informações sobre área  na prefeitura.

NOVA VAN PARA A SAÚDE

Através de emenda parlamentar individual Nº 32970004, pleiteada pela Prefeitura Municipal de Santana do Riacho.

Após gestão efetiva em Brasília, o município foi contemplado pela proposta FNS- Fundo Nacional de Saúde-: 13669-880000/117001, no valor de R$: 190.000,00 (cento e noventa mil) reais.

O recurso já está depositado em favor do município , e será utilizado para a compra de 01 van zero quilômetro para realizar o transporte de usuários em tratamento que necessitam dos serviços de saúde para locomoção no Município, e a Belo Horizonte e outras cidades da região.

A prefeitura destaca a parceria  entre Executivo e Legislativo. “Esta união entre os poderes públicos só engrandece o Município. Neste ano temos recebido este auxílio importante do Execultivo, que nos possibilita investimentos em saúde, educação e infraestrutura e a cidade toda sai ganhando.”
O transporte para passageiros, equipado com ar condicionado e 16 poltronas se unirá  à  frota da Secretaria Municipal de Saúde do Município. ”A aquisição da van é importante porque possibilita o bem estar de pacientes debilitados que necessitam de um transporte apropriado para  realizar tratamentos específicos  em outras cidades”.
(Foto meramente ilustrativa)